Inter&Ação Desenvolvimento Humano

Interação nas Redes Sociais Blog Twitter Facebook

Um caminho para o Desenvolvimento Humano: O Aprimoramento Interpessoal para o Sucesso Organizacional e Pessoal

Ouvimos de grandes empresas, cuja tecnologia de ponta criou e recriou os mais sofisticados processos, a seguinte afirmação: “... possuímos excelência em nossos negócios e processos, porém nosso resultado está estagnado...”.

É perceptível no mundo moderno a defasagem entre o progresso tecnológico e o progresso humano. Sabe-se também que somente o Ser Humano pode suprir a organização e a sociedade em sua crescente necessidade de criatividade e inovação para a produção de melhores resultados. Entretanto, para que isso ocorra, é fundamental que as pessoas através do desenvolvimento contínuo busquem uma maior compreensão de seu ilimitado potencial, proporcionando assim a auto-realização pessoal e profissional com conseqüente impacto nos resultados organizacionais.

Segundo Moscovici¹ “A defasagem entre progresso tecnológico e humano é amplamente reconhecida nos sentimentos de perplexidade, inadequação, alienação e despersonalização do homem contemporâneo... O homem tem modificado o ambiente em que vive e recebe o refluxo de sua ação como um problema de adaptação continua às mudanças ambientais e de ajustamento às outras pessoas, grupos e sociedade em geral. O problema se agrava com o ritmo exponencial de descobertas e inovações tecnológicas sem respostas educacionais e sociais imediatas e adequada”.

Pessoas convivem e trabalham com pessoas e portam-se como pessoas, isto é, reagem às outras pessoas com as quais entram em contato: comunicam-se, simpatizam-se, antipatizam-se, afastam-se, entram em conflitos, competem, colaboram, cooperam, desenvolvem-se. Essas interferências ou reações, voluntárias ou involuntárias, conscientes ou inconscientes, intencionais ou não constituem o processo de interação humana, em que cada pessoa na presença de outra não fica indiferente a essa situação de presença estimuladora. O processo de interação humana é complexo e ocorre permanentemente, sob a forma de comportamentos manifestos ou não-manifestos, verbais ou não verbais, pensamentos e sentimentos, reações mentais e/ou físico-corporais.

Somente um ambiente propício, a ser criado pelo próprio indivíduo em busca de seu desenvolvimento e crescimento, poderá contribuir com o aprimoramento da habilidade interpessoal, ou seja, o relacionamento humano é precioso demais em suas potencialidades para ser reduzido e comparado ao funcionamento de uma máquina.

Mas como potencializar a habilidade interpessoal de forma que as organizações de trabalho vejam neste investimento uma oportunidade de crescimento e amadurecimento, que ajude as pessoas a satisfazerem mais do que suas necessidades fisiológicas e de segurança, que as motive e permitam-lhes usar mais e mais seu potencial para alcançar objetivos pessoais e profissionais e melhores resultados?

O aprimoramento interpessoal através de sessões de workshop é uma tendência de resposta ao questionamento acima e ao problema de ajustamento as mudanças necessárias neste mundo tão acelerado e competitivo. Baseia-se no pressuposto de que é preciso aprender a aprender, não apenas copiar formas de modelos alheios, de fora, e sim identificar, descobrir sua maneira melhor para utilizar seus recursos e potencialidades, confiando em suas habilidades, sabendo aproveitar suas forças e lidar com suas fraquezas. Ao mesmo tempo, desenvolver habilidades de utilizar recursos dos outros, sem excessiva dependência nem independência total para alcançar a sábia dosagem e autêntica interdependência.

Workshop é um trabalho vivencial com base metodológica visando mudanças pessoais a partir de aprendizagens baseadas em experiências diretivas e reais vividas no cotidiano. As mudanças pessoais podem abranger diferentes níveis de aprendizagem: cognitivo, emocional, atitudinal e comportamental. Qualquer destes níveis promoverá alguma forma de mudança de comportamento.

Essas mudanças comportamentais, percebidas pelos outros e sentidas pelos participantes, permitem inferir mudanças de atitudes, num plano mais significativo e profundo. A inferência plausível é de que o participante desenvolveu maior capacidade de observação e reflexão, de sensibilidade aos outros (empatia), de sensibilidade aos processos de grupo, de tolerância à ambigüidade, a novas informações e ao estresse, de controle emocional, de eficiência na comunicação, principalmente sabendo ouvir, dando e recebendo feedback de forma útil. Essas capacidades reforçam os sentimentos de segurança psicológica e autoconfiança, possibilitando a autodescoberta e o exercício de sua autenticidade como pessoa, para atingir maior competência interpessoal.

Esse desenvolvimento pode ser orientado para três dimensões a serem trabalhadas: intrapessoal, interpessoal e grupal. Na dimensão intrapessoal trabalha-se motivações, os sentimentos, os desejos e os objetivos pessoais. Já dimensão interpessoal visa identificar a problemática da relação com outro e suas peculiaridades projetivas. A dimensão grupal examina de maneira sistêmica a complexidade das relações e seus impactos nas expectativas e objetivos organizacionais.

O importante é criar um clima de trabalho, em que todos tenham oportunidades para crescer e amadurecer como pessoas, como membros de um grupo, satisfazendo suas próprias necessidades enquanto trabalham para o sucesso da empresa.

¹Moscovici, Fela. Desenvolvimento Interpessoal: treinamento de grupo. Rio de Janeiro, José Olympio,1997.

Os consultores que apresentam algumas de suas idéias têm como missão de vida o desenvolvimento humano; além da vasta experiência de trabalhos com grupos, dedicam-se ao trabalho individualizado, através das técnicas de Coaching e Counseling de vida e carreira.

Para falar sobre o assunto em questão nos envie o seu e-mail. Teremos o maior prazer em trocar idéias, esclarecer dúvidas, enfim trocarmos conhecimentos e descobertas e colaborarmos no que for possível.

Geraldo Fialho (geraldo@interacaodh.com.br)
Mestre em Ciências Administrativas e Valores Humanos.
Psicólogo Organizacional.
Consultor Sócio da Inter&ação Desenvolvimento Humano

Nadir Ferreira (nadir@interacaodh.com.br)
Desenvolvimento e Gestão de Pessoas com formação em Psicossíntese.
Consultora associada da Inter&ação Desenvolvimento Humano

» Veja mais

Artigos

Projeto Academia de Líderes Prol Editora Gráfica Programa de Capacitação de Lideranças
Projeto Academia de Líderes Prol Editora Gráfica Programa de Capacitação de Lideranças...
Leia mais




Cursos Abertos

Os Cursos Abertos da Inter&ação são voltados para pessoas que buscam tanto o crescimento pessoal quanto profissional.

Embasados em atividades lúdicas e em grupo os cursos se desenrolam de uma maneira muito interessante atingindo sempre seus objetivos principais, fazendo com que os participantes possam interagir em si e desenvolver suas habilidades de liderança.

Venha fazer parte de um de nossos cursos, consulte as datas em nossa Agenda de Cursos Abertos